quando tudo deixa de ser o que é - #100HappyDays

29.3.14


*esse post tem spoiler da minha vida. se não quiser saber, pare agora.



tudo começou há muito tempo atrás quando li esse post no site da Maria Filó.
esse post está nos rascunhos sendo escrito aos poucos em meses. tinha dias que nãotinha coragem de escrever. tinha dias que não sabia o que dizer.

"Quando a gente pensa na palavra inauguração, imagina logo o novo. Algo novo e pronto para um começo de existir. O que inaugura-se, inaugura a roda que tem que girar em uma sucessão do que serão diárias ‘re-inaugurações’. É preciso coragem para a cerimônia da vida, sempre ela, sussurrante ser de voz oceânica, nos dizendo que é hora, que é possível, que é sobremaneira e sobretudo, necessário fazer."


eu comecei a separar mil roupa pra dar, coisas de outros anos, de outros tempos, quando eu era outras Andreas.
esse ano que passou foi pra mim um dos mais transformadores da minha vida. Hoje sou outra pessoa.
Me descobri como pessoa, como mulher, como cidadã, como Andrea.
Mudei meu jeito de vestir, meu cabelo, meu comportamento.

    

e terminei platinada.

pronto, me encontrei. e cada vez que eu buscava alguma coisa que eu me identificava, eu ficava mais forte, mais certa de que eu encontrava a mim mesma.
mesmo que isso me afastasse de certas pessoas ou lugares. a gente tem de ser verdadeiro consigo mesmo, e não com os outros, não é mesmo?

hoje é um dos últimos dias das minhas férias desse ano e eu e meu marido viajamos pra Buenos Aires.
comprei um milhão de coisas que me mostram quem eu me tornei.
passeei em um milhão de lugares, conheci pessoas novas e tudo foi muito legal. e novo. e NOVO.
isso não nada bom para minha ansiedade. mas são ossos do ofício. ou eu me tranco em casa e fico bem ou eu saio pelo mundo (como sempre quis) e passo por isso.

então, nesse final da semana, eu li um post no A Beautiful Mess sobre o #100HappyDays. um projeto onde você se compromete consigo mesma de viver feliz por 100 dias e compartilhar isso.
e eu me interessei, eu mereço isso.

e comecei ontem.

ontem eu fiz uma coisa que me fez muito feliz que é começar uma tatuagem nova. a mais representativa da minha vida e da minha mudança\ evolução.

hoje ainda não sei o que vou fazer. só de pensar nisso, minha ansiedade vai lá no teto. mas tudo bem. precisa ser assim.

o que a vida pede da gente é coragem.

e é isso que eu aprendi a ter esse ano. e é isso que eu vou dar pra ela.

vem comigo?

Você também pode gostar de:

0 comentários

Popular Posts

Seguidores